IJUSP | PARISE, Carmen Lívia Girade
839
post-template-default,single,single-post,postid-839,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-theme-ver-17.2,qode-theme-bridge,pc_unlogged,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive

PARISE, Carmen Lívia Girade

Título: Quem de Dois Tira Um Encontra Uma Multidão
Ano: 2016 | Orientador: Renata Whitaker

Resumo:

O presente estudo tem como objetivo refletir sobre as mudanças que acontecem nas mulheres ao engravidarem e tornarem-se mães. Para isso, visita o percurso de desmontagem que vai ocorrendo desde o desejo de engravidar até o puerpério, com foco especial no momento do parto. Utiliza, para isso, as ferramentas teóricas da psicologia Junguiana. O nascimento dos Outros psíquicos – que acompanham o nascimento do bebê literal – dentro da mãe, trará uma discussão sobre a influência do arquétipo de Dioniso em todo esse processo, bem como sobre uma suposta inferioridade feminina. Conclui, por fim, que somente a recuperação da bissexualidade na coniunctio poderá nos dignificar enquanto mulheres, mas também enquanto cultura e sociedade como um todo.

Palavras-chave:Maternidade, mãe, parto, puerpério, descentramento, bissexualidade psíquica, Dioniso, Outros.




WhatsApp chat